FAÇA SUA BUSCA NO SINBORSUL

NOTÍCIAS

12/07/2017

PRESIDENTE DO SINBORSUL ANALISA A SITUAÇÃO ECONÔMICA

Contribuir para aumentar a produtividade e a competitividade da indústria brasileira tem sido um exercício diário, vivido pelos empresários do setor da borracha e do plástico, assim como tantos outros segmentos de incalculável importância para a economia. O Sindicato das Indústrias de Artefatos de Borracha no Estado do Rio Grande do Sul (SINBORSUL), entidade com aproximadamente 65 anos de tradição, vem acompanhando com preocupação o cenário de crise e de instabilidade econômica e política vivida no País.
             Conforme a pesquisa Sondagem Industrial RS, divulgada pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), o excesso de estoques, a ociosidade elevada e a redução de empregos, apesar do aumento da produção em alguns setores, aliado à indefinição na crise política, dificulta as expectativas de crescimento da demanda para os próximos seis meses. Então, o que estava crítico, pode piorar.
             A incerteza do rumo político, que teremos pela frente, somada a incógnita sobre a deliberação do avanço das reformas fundamentais para o País, transforma em preocupação o dia a dia das empresas. Os escândalos financeiros se multiplicam e assistimos, com tristeza, um ‘seriado de horror’, permeado por maus exemplos de conduta profissional e de total falta de ética.
            Podemos apenas registrar algumas notícias favoráveis, no campo econômico, que mostram uma redução ainda tímida dos juros e da inflação. Há igualmente uma destacada safra agrícola, bem como sinais de contratações com carteira assinada. De acordo com o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), o desempenho dos preços internacionais, foi o principal fator que impulsionou o crescimento das exportações. Bom para quem exporta, mas e quem importa? Como fica?
        Somente com a retomada consistente da atividade econômica, ancorada numa agenda de reformas, que propiciem um ambiente de negócios favorável, teremos sinais mais concretos que estimulem os empresários a investir. Enquanto isso, vamos aumentar a vigília e fortalecer a participação junto aos sindicatos patronais, para que tenhamos mais ‘voz e vez’, tanto nas escolhas dos nossos representantes, quanto no encaminhamento de reivindicações fundamentais para o crescimento econômico do País.
 
Gilberto Brocco
Presidente do SINBORSUL, diretor da FIERGS e membro do Conselho do Instituto SENAI de Inovação

COMPARTILHE: